LLibertat

Formação com equilíbrio Mental e Físico

Dicas

  • Viva o presente!

    Viver o presente é aproveitar melhor cada momento em nossa vida. No filme Peaceful Warrior (Guerreiro Pacífico) três perguntas são essenciais para esta compreensão. Veja quais são elas:

     

    1. Onde você está? AQUI

    O único local onde estamos é AQUI. Seja aonde for que você esteja, na sua casa, em um passeio, trabalhando, se exercitando, o lugar físico onde você se encontra é o espaço do universo onde seu corpo e sua mente devem estar unidos. Nossa mente procura assumir o comando da situação nos projetando entre o passado e o futuro. Todo o tempo pensamos no que devemos fazer, como fazer, quem estava conosco, onde iremos, como estará o trabalho e as pessoas que nele se encontram, se nossos filhos estão na rua e com quem. Quando você estiver nesta situação, pare e responda para você  mesmo esta pergunta descrevendo o lugar, o que se encontra ao seu redor, sinta o cheiro e ouça os ruídos existentes.

    2. Que horas são? AGORA

    A Cronologia ou estudo do tempo é uma das invenções da espécie humana, baseda nos fenômenos repetitivos como o nascer do sol, fases da lua, para que as atividades pudessem ser organizadas: quando caçar, plantar, dormir e acordar. Ainda assim podemos dizer que o tempo é uma medida estabelecida e que não existe em nosso mundo interior. Não temos como voltar ao passado e modificá-lo de acordo com nosso desejo, mas, podemos ressignificar o que aconteceu. Não podemos adiantar o futuro, mas podemos planejá-lo hoje. O momento PRESENTE é o único sobre o qual temos AÇÃO. Pense: Se o tempo é uma medida, e o presente é o único para termos ação, quando você está lendo este texto?

    3. Quem é você? ESSE MOMENTO

    Somos a AÇÃO no momento presente. Sendo protagonistas, compartilhamos experiências com aqueles que vivem conosco. Representamos nossa IDENTIDADE, composta por crenças e valores existentes, e nos comportamos como cremos ser o ideal, o mais correto para aquele momento. Se somos resultado do que acreditamos e vivemos, cada momento se torna nossa Essência. Somos compostos de partes de MOMENTOS vividos. Somos o que Somos.

  • Foco - como obter melhores resultados

    Existe uma série de técnicas de coaching que você pode praticar para aumentar sua produtividade e melhorar o padrão com o qual você realiza suas atividades. Podemos utilizar como exemplo o método GROW.

     

    1. Escreva o que quer e faça lembretes para si mesmo

    Atletas melhoram suas marcas com treinamento. Para atingir a excelência, o atleta precisa ainda se concentrar para direcionar seus esforços. Na nossa vida pessoal, também precisamos de disciplina para concretizar nossos sonhos, por isso é importante planejar e lembrar sempre daquilo que queremos de verdade.

    Uma das formas de mantermos nossa mente focada é escrever nossos objetivos visualizando-dos com frequência. Faça lembretes. Escreva seus objetivos descritos e personalize o alarme do celular, computador, tablet para que periodicamente o alarme seja acionado. Aos poucos, você perceberá que antes mesmo dele tocar, você já se lembrará do que deve fazer.

    2. Planeje suas ações

    Um bom planejamento é fundamental para o sucesso de qualquer projeto. Uma das técnicas que pode ser utilizada é o método GROW, onde precisamos estabelecer inicialmente a meta e desdobrá-la em ações, avaliando a situação atual e as opções encontradas.

    •  Goal (Meta) – O que você deseja alcançar?

    •  Reality (Realidade) - Qual situação atual? De que recursos você dispõe hoje para alcançar sua meta?

    •  Options (Opções) – Quais as alternativas para alcançar o resultado?

    •  What, When,Who,Will (O que, Quando, Quem) – O que você vai fazer? Quando você fará isso? Essa ação alcançará seu objetivo? Que obstáculos você pode encontrar no caminho? Como vai lidar com eles? Que outros pontos você está considerando?

    3. Aproveite suas habilidades da melhor forma

    Concentre-se em tarefas que ajudarão alcançar seus objetivos e em suas habilidades. Uma das perguntas mais poderosas é: “O que eu posso fazer que, se bem feito, fará uma grande diferença?”.

    4. Assuma a liderança

    Um líder tem habilidades que podem ser desenvolvidas. Precisamos adquirir características tais como iniciativa autoconfiança, controle emocional, resiliência, capacidade de interagirmos com os outros, conhecimento. A liderança pode ser desenvolvida tanto na vida pessoal quanto profissional. Sempre pautada em resultados, liderança e empreendedorismo pessoal e profissional, podem trazer benefícios para todas as áreas da vida.

  • Feedback – como tirar o melhor proveito desta ferramenta

    Trabalhar em equipe é uma tarefa comum ao ambiente corporativo. O feeedback como ferramenta de melhoria contínua faz parte de um contexto organizacional, mas, também pode ser usada em outras relações interpessoais. Esta técnica pode ser aplicada tanto pela liderança pelo colaborador, bem como na relação de um pai com seu filho.

    Demonstrar pontos que podem ser melhorados para obter um melhor resultado é uma tarefa que exige cuidado. Dependendo da abordagem a conversa pode surtir o efeito contrário.

    É preciso se fazer entender e trabalhar com a linguagem adequada ao outro, de forma que ele possa assimilar e compreender que um feedback assertivo não se trata bronca.

     

    1. Escolha momento e locais adequados

    O ideal é dialogar em um momento em que ambos estejam calmos e tranquilos. Administrar um feedback enquanto executa uma tarefa, digitando no computador, escrevendo, torna o processo dispersivo e dá a sensação para quem ouve que o fato não é importante. Fale da importância do processo antes de começar a conversa e exponha que um dos principais  objetivos é promover mudanças construtivas

    Agende um horário para a conversa. É importante que a conversa aconteça em um ambiente calmo, sem interrupções de outras pessoas. Observe se o outro está aberto a suas colocações.

    2. Planeje a conversa

    Para que a conversa tenha sucesso é fundamental planejar o que dizer, portanto, reflita sobre o que e como será realizada a conversa. Utilize sua imaginação em todos os detalhes. Pense como será sua reunião. Reflita como expor os pontos necessários. Procure ouvir o que o outro tem a dizer e espere pelo momento certo para se pronunciar.

    3. Suspenda o julgamento

    Cada indivíduo percebe o mundo de acordo com seu mapa mental. Todo ser humano quer ser aceito e ter o direito de errar, por isso suspenda todo julgamento e procure analisar qual foi a intenção positiva da atitude adotada pelo outro. Exponha os fatos sem usar expressões: ”eu não entendo o que você pensou”, “como você não percebeu”, “era óbvio para todos”. Ao usá-las, criamos a percepção de que apenas quem está recebendo o feedback está errado, e perdemos a chance de contribuir com o desenvolvimento do outro.

    4. Fale sobre o que aconteceu e não generalize

    Quando temos nossas fragilidades apontadas nos tornamos menos receptivos, porque muitas vezes não enxergamos aquelas características como sendo nossas. Exponha o fato e fale sobre a competência que deve ser melhorada.  Uma boa abordagem pode ser utilizando uam técnica de três passos: buscar gerar receptividade por meio de um elogio como “Eu entendo que foi o melhor que pode fazer naquele momento”; dê o feedback com uma sugestão de melhoria como “Será que se você tomasse uma atitude ‘x’, o seu resultado seria mais positivo?”; no terceiro passo, conclua o feedback com o foco no melhor resultado: “Parabéns! Você está no caminho certo!”.

    5. Observe o tom da sua voz

    Fique atento para usar um tom de voz calmo e tranquilo, sem elevar o tom ou se alterar. Evite usar termos inadequados e pejorativos para a outra pessoa. Ainda que por brincadeira, podemos ofender o outro, e agir assim desviará você do seu objetivo.

    Essas são algumas dicas para utilizar técnicas de coaching e dar ótimos feedbacks.

Credenciais Internacionais

novidades do blog